Posts Tagged ‘internet’

Patuléia Virtual

janeiro 21, 2010

Geraldo estava de folga naquela quinta. Na verdade, estava em telecomutação – que na teoria, é trazer trabalho para fazer em casa; na prática, é uma desculpa para ficar sem fazer nada, deixando as aparências mostrarem que ele está sendo produtivo. O laptop no qual ele deveria estar atualizando as planilhas arcaicas do setor de T.I. da sua empresa estava em modo de espera, e Geraldo estava em frente à TV com os dedos da mão direita enfiados na calça e a mão esquerda alternando entre o domínio de um sanduíche de queijo e lombinho e um controle remoto, consequentemente engordurado picas.

Eis que então surge uma voz:

– Painho, posso usar o laptop? – era o filho adolescente do Geraldo, o Luiz.
– Não mexe no equissel.
– Viu!

E o Luizinho reativou o laptop, rapidamente acessando o MSN Messenger pra confabular com os amiguinhos. Sem demora surgem novas janelas piscando em laranja – sinais de que a patuléia virtual clama por suas palavras. Era um cara popular.

(more…)

Anúncios

O Novo bom e velho Orkut

novembro 11, 2009

Como todos sabem (ou deveriam saber), o Orkut foi criado pelo turco que deu o próprio nome para a rede social mais popular por essas bandas. Muito mais da metade dos usuários são brasileiros – pra falar a verdade, eu nunca vi nenhum perfil que não fosse brasileiro ou iraniano.

A proposta era criar uma rede social capaz de proporcionar a integração entre os usuários, e promover eventos como shows, seminários e até mesmo reencontros de antigos colegas de escola/faculdade/trabalho. Essa proposta caiu por terra. Com o passar dos anos, o Orkut se tornou o antro de bobagens mais acessado por usuários tupiniquins, enquanto os perfis de usuários cumprem tão somente a função de grandes álbuns de fotos virtuais. Isso sem falar de certos elementos boca-suja, que ao se esconder na anonimidade de um perfil falso – os famigerados “fakes” – , poluem visualmente as comunidades alheias com conteúdo descartável.

Nesse faroeste virtual, surge uma novidade. O Orkut está mudando após quase dois anos no seu antigo layout. Junto com a mudança de layout, também surgem funcionalidades novas, que prometem aumentar a praticidade na navegação. Outra “notícia” é a volta o antigo sistema de cadastro do Orkut dos tempos áureos, ou seja, é necessário um convite de outra pessoa para poder fazer parte da festa.

Alguns poucos orkuteiros ainda vêem algum propósito em usar o site para checar diariamente os seus recados, e se comunicar off-line com sua lista de amigos. É para esses usuários adictos que a nova cara do site traz vantagens: o site agora traz uma integração maior entre as partes do perfil que antes jaziam separadas – perfil, recados, álbum de fotos, videos e aplicativos (como o irritante BuddyPoke!) agora podem ser vizualizados numa página só, graças à reformulação no código do site.

“Peraí um segundo, como assim reformulação de código?”, diriam os usuários avançados de computador já prevendo o inevitável. Trocando em miúdos, a mudança de código quer dizer que o novo Orkut não será compatível com alguns browsers antigos, como por exemplo o Internet Explorer 6.

Há uma série de detalhes a serem descobertos e comentados, já que são apenas duas semanas de testes, e ainda não houve a migração completa dos usuários. Como recém-convidado, eu digo: não é nada demais. Ainda me vejo mais fascinado pela velocidade supersônica de informação do Twitter ou pela integração global de outras redes como Facebook e Myspace. A troca de ares fez bem, mas não modificou em nada o maior problema do Orkut: os usuários.